Cidadãos começam a defender a legalização da “suruma”/maconha em Moçambique

0
373

Defensores apontam para vantagens médicas de maconha

No Dia Internacional de Luta contra o Uso e Tráfico de drogas, alguns moçambicanos advogam a legitimação da “suruma” (cannabis) para supostas vantagens para o bem-estar humano.

O Ministério da Saúde não tem a difusão da utilização de medicação da população, e as informações atuais são de pacientes em busca de tratamento.

A verdade é que, ultimamente, os números têm aumentado, já que em 2017 havia 10.120 pacientes com problemas mentais por causa do uso de medicamentos, falando de uma expansão nos anos anteriores, em que os números foram de seis mil e sete mil. pacientes.

Entre os medicamentos mais gastos está o suruma, que para Gilberto Cha Chai deveria ser autorizado, “com base no fato de que, no campo, por exemplo, indivíduos devoram a suruma para ter mais solidariedade ao trabalho”.

O governo não diz sim ou não à sanção da medicação, dizendo apenas que, para isso, a nação deve ser preparada.

Deve ser notado que Moçambique não tem administrações de restauração explícitas para viciados venenosos, no entanto, os especialistas em bem-estar declaram que dão alguma ajuda a este encontro quando utilizam o Serviço Nacional de Saúde.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here