Filipe Nyusi, lançou hoje, na cidade de Tete, o programa Sustenta e a preparação de trabalhadores de expansão rural recrutados recentemente. O projeto, que desde 2017 foi executado em duas regiões, atualmente está espalhado pelo país.

O Projeto Sustenta foi lançado sem precedentes para 2017 para ser executado em 10 regiões nos territórios de Nampula e Zambézia, com o objetivo de coordenar pequenos fazendeiros nas cadeias de estima da criação agrária e fornecer os resultados que o acompanhavam.

Dada a realização da atividade e a necessidade de concordar com o comando estabelecido para tornar a horticultura o movimento monetário fundamental da nação, o Presidente da República impulsionou nesta quinta-feira o segundo período da tarefa e desta vez para todas as áreas da nação, em vista de três colunas, maior eficiência, financiamento e associação.

O objetivo do governo é mudar o agronegócio por meio da criação de alimentos, além de pagar adicionalmente com a inclusão de pequenos fazendeiros.

Atualmente, a horticultura tem uma carga de 25% no PIB nacional e o governo precisa se tornar consideravelmente mais, levando em consideração as necessidades dos mercados local e mundial.

Da mesma forma, a função serviu para despachar a preparação de quase 3.000 trabalhadores de aprimoramento até tarde empregados pelo governo.