Sociedade

Governo vai contratar mais professores e profissionais de saúde em 2021

O governo vai recrutar mais professores e especialistas de saúde daqui a um ano. Os funcionários recém-recrutados pretendem responder às dificuldades forçadas pela pandemia COVID-19 nestes segmentos.

A proposta do Orçamento do Estado para 2021 estabelece um consumo total no pedido de 368,5 mil milhões de meticais, a ser garantido de forma incompleta pelo sortimento de receitas na medida de 265,5 mil milhões de meticais. A falta de gastos é de 102,9 bilhões de meticais.

O Governo caracterizou a Saúde, Educação e Agricultura como uma necessidade na atribuição de ativos.

Em particular, no segmento de Educação, conta-se com a contratação de 9.769 novos instrutores, 1.559 a mais do que no atual ano letivo, enquanto na Saúde, o Executivo se fortalecerá com mais 5.520 especialistas em 2021, contra 4.846 recrutados em 2020. O orçamento efeito destas novas confirmações estará no pedido de 2,5 mil milhões de meticais.

A ampliação do quadro de pessoal para as peças de Educação e Saúde visa ampliar as atividades de combate e prevenção do COVID-19, de forma a garantir a separação relacional em mostrar unidades em todos os níveis, o que demandará mais instrutores e, ao nível do segmento do bem-estar, mais especialistas para atender ao aumento persistente do interesse para as administrações, legitima a proposta do Orçamento do Estado para 2021.

Sem impulsionar cifras explícitas, a proposição enfoca que as necessidades de cessão de ativos também garantem o interesse nas Forças de Defesa e Segurança de forma a adequá-las aos pré-requisitos atuais e futuros.

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *